© 2019 UALGORITMO - Universidade do Algarve Editora. All rights reserved. Criado por José Bragança e Sarita Camacho com Wix.com

PAGINA INICIAL
ARTIGOS RECENTES
PDF download icon.jpg

Como é que os habitantes da Praia de Faro olham para os riscos costeiros?

Área científica: Ciências do Mar; Psicologia

 

Resumo: A Praia de Faro está sujeita a várias ameaças costeiras provocadas por tempestades, tais como a erosão ou os galgamentos oceânicos. Muitos residentes lembram-se de ocasiões em que o mar lhes entrou pela casa adentro, ou em que o vento lhes levou parte do telhado, mas mesmo assim, estas pessoas não se sentem em perigo na praia e não querem sair de lá para viver noutro local​. 

Autores: Rita B. Domingues, Márcio C. Santos, Saul Neves de Jesus e Óscar Ferreira

Revisão feita por: Diogo Machado, Joana Gonçalves, Joana Lourenço, Joana Meneses, João Quintela, 
Maria Duarte, Maria Possante e Miguel Martins, com a coordenação da Professora Filomena Conceição na
 Escola Secundária Tomás Cabreira, Faro.

Utilização de compostos com atividade antimalárica no controlo de perkinsiose em bivalves

Área científica: Química farmacêutica

 

Resumo: O crescimento demográfico mundial, observado desde o século XX, constitui um dos maiores desafios do século XXI. As Nações Unidas calcularam uma população mundial de 7,6 biliões em 2017 e estimam que atingirá 9,8 biliões em 2050 e 11,2 biliões em 2100, o que corresponde a um crescimento anual médio de 83 milhões. Este crescimento demográfico requer a disponibilização de mais alimento e fontes de água potável, implica uma maior utilização de energias renováveis e exige políticas de proteção dos ecossistemas, da diversidade biológica e do clima.

Autores: Lília I. L. Cabral, Catarina Dias, Ricardo B. Leite, Maria L. S. Cristiano

Revisão feita por: Catalina Botnaru, Diogo Lourenço, Inês Borges, Janine Ferro, Luena Marques,  Maximilian Kaiser, Pedro Jesus, Rodrigo Fernandes, Rúben Gonçalves e Sofia Ramalho com a coordenação da Professora Ana Margarida Marques da Silva na Escola Secundária Pinheiro e Rosa, Faro.

Rejuvenescer células “velhas”, é possível?

Área científica: Biologia celular; Células Estaminais

 

Resumo: A possibilidade de reprogramar células adultas diferenciadas, limitadas nas suas funções, em células capazes de gerar todos os tipos de células do organismo adulto, abriu novos horizontes em medicina regenerativa. No entanto, para um uso seguro de células reprogramadas em novas aplicações clínicas, o processo de reprogramação tem de ser melhorado. Mostramos que o uso da proteína Cited2 durante o processo de reprogramação aumenta a eficiência e homogeneiza este processo.

Autores: José Bragança e João Santos

Revisão feita por: Catalina Botnaru, Diogo Lourenço, Inês Borges, Janine Ferro, Luena Marques,  Maximilian Kaiser, Pedro Jesus, Rodrigo Fernandes, Rúben Gonçalves e Sofia Ramalho com a coordenação da Professora Ana Margarida Marques da Silva na Escola Secundária Pinheiro e Rosa, Faro.

A aprendizagem implícita em crianças disléxicas

Área científica: Neurociências Cognitivas

 

Resumo: A aprendizagem implícita ocorre sem que tenhamos consciência de que estamos a aprender, em resultado da simples exposição às regularidades existentes no meio que nos rodeia. O exemplo mais emblemático deste tipo de aprendizagem é a aquisição da linguagem oral: aprendemos a falar estando apenas expostos à linguagem, sem necessidade de uma aprendizagem formal e explícita.

Autores: Filomena Inácio, Luís Faísca, Christian Forkstam, Susana Araújo, Inês Bramão, Alexandra Reis e Karl Magnus Petersson

Revisão feita por: Catalina Botnaru, Diogo Lourenço, Inês Borges, Janine Ferro, Luena Marques,  Maximilian Kaiser, Pedro Jesus, Rodrigo Fernandes, Rúben Gonçalves e Sofia Ramalho com a coordenação da Professora Ana Margarida Marques da Silva na Escola Secundária Pinheiro e Rosa, Faro.

Gelificação dos oceanos, e a culpa não é da alforreca

Área científica: Biologia Marinha

 

Resumo: Nas últimas décadas, biólogos marinhos de todo o mundo têm registado um aumento da abundância de alforrecas nos oceanos, especialmente nas zonas costeiras. A este fenómeno deu-se o nome de gelificação dos oceanos.

Autores: Pedro Morais, Katherine Amorim, Ester Dias, Joana Cruz Ana Barbosa e Alexandra Teodósio

Revisão feita por: um grupo de 11 alunos do 10º ano do curso de Ciências e Tecnologias, com a orientação do Professor Rui Carlos da Rosa Chaves, na Escola Secundária José Belchior Viegas, em São Brás de Alportel. 

Eco-Plis - Ocupação Humana plistocénica nos Ecótonos do Rio Lis

Área científica: Arqueologia

 

Resumo: A Pré-história é o período que vai de há 3,3 milhões de anos até há cerca de 3 mil anos. Durante este período, o ser humano evoluiu enquanto caçador-recolector e assim se manteve até há cerca de 6,5 mil anos, quando passou a ser também agricultor e pastor. Uma das características destas populações foi serem muito móveis. Isso fez com que se desenvolvesse a exploração de territórios com diferentes nichos ecológicos.

Autores: Telmo Pereira, Vânia Carvalho, Trenton Holliday, Eduardo Paixão, Patrícia Monteiro, Marina Évora, João Marreiros, Sandra Assis, David Nora, Roxane Matias e Carlos Simões

Revisão feita por: Laura Costa, Letícia Conduto, Laura Freire, Joana Pires, Victoria Brito da Mana e Daniel Carrapato, com a orientação da Professora Isalinda Guerreiro na escola Escola Secundária João de Deus, Faro.

Viés de manutenção da atenção na Ansiedade Social

Área científica: Neurociências Cognitivas; Psicologia Clínica

 

Resumo: A Ansiedade Social carateriza-se pelo medo significativo e persistente de pessoas ou de situações sociais não familiares. Os modelos cognitivos da Ansiedade Social têm enfatizado o papel da tendência para focar a atenção em estímulos socialmente ameaçadores (viés atencional) na etiologia e na manutenção desta perturbação.

Autores: Catarina Fernandes, Susana Silva, Joana Pires, Alexandra Reis, Antónia Ros, Luís Janeiro, Luís Faísca e Ana Teresa Martins

Revisão feita por: Diogo Machado, Joana Gonçalves, Joana Lourenço, Joana Meneses, João Quintela, Maria Duarte, Maria Possante e Miguel Martins, com a coordenação da Professora Filomena Conceição na Escola Secundária Tomás Cabreira, Faro.

EDITOR

José Bragança

Professor Auxiliar na Universidade do Algarve, Investigador e membro da Direção do Centro em Investigação BioMédica (CBMR, Centre for BioMedical Research), e membro da Comissão Executiva do Centro Académico do Algarve (ABC, Algarve Biomedical Centre).

COMISSÃO EDITORIAL

Saúl Neves de Jesus

Vice-Reitor da Universidade do Algarve


Maria Alexandra Anica Teodósio

Vice-Reitora da Universidade do Algarve
 

Manuel Célio de Jesus da Conceição

Diretor da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve


Salomé D’horta

Coordenadora Técnica da Biblioteca da Universidade do Algarve


André Botelheiro

Coordenador do Gabinete de Comunicação e Protocolo da Universidade do Algarve


Cristina Veiga Pires

Diretora executiva do Centro Ciência Viva do Algarve


Laura Alves

Assessora de Imprensa da Universidade do Algarve

ILUSTRAÇÃO E DESIGN EDITORIAL

Sarita Camacho

Gabinete de Comunicação e Protocolo da Universidade do Algarve

https://www.youtube.com/watch?v=8oA7udtQ9JU

https://www.behance.net/SaritaCamacho

INFORMAÇÃO SOBRE O UALGORITMO

ISSN: 2184-6170


Depósito legal: 462212/19


Para citar esta publicação: nome do(s) autor(es) (2019). Título do artigo. Ualgoritmo 1: pp. intervalo de páginas.


Acessível online em:

 

https://ualgoritmo.wixsite.com/website

 

http://hdl.handle.net/10400.1/12772

https://view.joomag.com/ualgoritmo-1-1/M0933552001568756991

OS NOSSOS PARCEIROS
Pinheira e Rosa logo.jpg
Tomas cabreira.jpg
agrupamento-de-escolas-josc3a9-belchior-
aejdfaro_logo.png
932749149.jpg

UALGORITMO

Universidade do Algarve

8005-139 Faro, Portugal

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now